Principal
    Histórico
    Galeria de Comandantes
    Missão
    Subordinação
    Canção da BAvT
    Galeria de fotos  
    Hotel de Trânsito
    Utilidades
    Contatos
    Como Chegar
    "Links"
   
 


Buscando a modernização e a adequação da Força ao cenário mundial, na década de 80, o Estado-Maior do Exército iniciou os estudos doutrinários do emprego de aeronaves de asas rotativas em proveito das forças de superfície. Esses estudos culminaram com a criação da Diretoria de Material de Aviação do Exército (D
MAvEx) e do 1° Batalhão de Aviação do Exército (1° BAvEx) em 1986. Fisicamente, a Aviação passou a tomar forma com a instalação do 1° BAvEx na cidade de Taubaté em janeiro de 1988.

Após a implantação da estrutura inicial da Aviação do Exército e com o crescimento e expansão de suas atividades, o Exército Brasileiro sentiu a necessidade de criar uma Organização Militar capaz de fornecer o apoio administrativo necessário ao pleno desenvolvimento operacional de suas Unidades Aéreas localizadas em Taubaté. Criada em 28 de novembro de 1989, por meio da Portaria Ministerial n° 057, dessa data, a Base de Aviação de Taubaté constitui-se em Unidade ímpar do Exército Brasileiro, quer por suas peculiaridades estruturais, quer pela diversidade de missões que cumpre, destacando-se o pagamento do pessoal, a alimentação, a aquisição de bens e serviços, a prestação de serviços médico-odontológicos, a manutenção de bens imóveis, a segurança do aquartelamento e vilas militares, o controle patrimonial, a manutenção de viaturas, o tratamento de efluentes e a administração do aeródromo dentre outras. O comandante da Base de Aviação de Taubaté é o ordenador de despesas de todas as sete Organizações Militares da Aviação do Exército situadas em Taubaté.

Apesar da diversidade de atribuições, do desafio de ser uma unidade pioneira da recriação da Aviação do Exército e única no âmbito do Exército Brasileiro, a Base de Aviação de Taubaté vem estabelecendo sua identidade própria e cumprindo fielmente sua mais importante missão: permitir que as Unidades Aéreas da Aviação do Exército possam se voltar integralmente ao emprego operacional, livres dos pesados encargos da administração.